COMERCIAL@BNEXTCONSULTING.COM

+351 256 310 110

SUPORTE

ERP standard vs ERP personalizado: qual a melhor opção

15/11/2023

São cada vez mais as empresas portuguesas que já adotaram um ERP para automatizar processos e gerir o seu negócio de forma a alcançar maior crescimento e rentabilidade. As soluções de ERP são essenciais a negócios de todas as dimensões e setores de atividade, mas para quem dá os primeiros passos na seleção do software, nem sempre é simples perceber qual a melhor solução – um ERP standard, desenvolvido tendo em conta as necessidades de todo o tipo de empresas (horizontal) ou uma solução de gestão à medida de cada realidade empresarial (vertical).

O aumento do grau de complexidade das empresas trouxe a necessidade de personalizar cada vez mais as soluções de ERP, levando os grandes fornecedores mundiais a adaptar a sua oferta e a juntar aos softwares horizontais uma gama de soluções verticais. Hoje, a integração de sistemas é a grande tendência no universo dos ERP, e a chegada dos add-ons desenvolvidos especificamente para diferentes setores e indústrias veio complementar as soluções existentes, tornando o ERP numa ferramenta cada vez mais poderosa e dinâmica.

Por outro lado, num cenário onde há cada vez mais desenvolvimentos e as soluções são mais diversificadas, mais difícil poderá ser, para o cliente, perceber qual a que melhor se adequa à sua empresa. Aqui, a intervenção de um bom parceiro de ERP deverá ir muito além da mera implementação técnica da solução; desde o primeiro contacto até à operacionalização da ferramenta, é importante acompanhar e apoiar o cliente, fazendo o levantamento de todos os requisitos e reunindo a informação que vai permitir aconselhar e desenvolver a solução mais indicada.

A premissa base é, no entanto, muito simples: um ERP, seja standard (horizontal) ou específico (vertical), deve permitir que as equipas se foquem a 100% no crescimento do negócio, e para isso, os processos devem ser o mais eficientes e funcionais possíveis. Se a ferramenta de gestão utilizada é um entrave neste objetivo, então está na hora de reavaliar as suas opções.

Como ter o melhor do ERP Horizontal e ERP Vertical numa só solução

Historicamente, o que muitas empresas faziam era apostar num software de gestão desenvolvido e personalizado de raiz, uma vez que as soluções de ERP genéricas ainda não se encontravam suficientemente popularizadas. Desta forma, as organizações ficavam dotadas de soluções completamente adaptadas às suas necessidades, ainda que o investimento fosse mais pesado e a tecnologia não tão avançada como a que temos atualmente.

Nos dias que correm, verifica-se o inverso. As soluções de ERP estão amplamente popularizadas e as grandes software houses do mercado nacional e internacional tanto disponibilizam soluções mais genéricas como desenvolvidas de raiz e à medida dos clientes.

E será que é possível ter o melhor de dois mundos? A solução de ERP da PHC é abrangente e robusta, com os módulos de base essenciais e transversais a todos os setores de atividade. Para além disso, a experiência desta software house assegura que todos os trâmites legais são cumpridos, bem como as respetivas atualizações. Isto é, por si só, uma vantagem face os softwares desenvolvidos de raiz, que, ironicamente, apesar de serem construídos à medida do cliente, à posteriori, são menos flexíveis e escaláveis.

A BNEXT trabalha sob a solução de base da PHC, adicionando uma camada de personalização e serviços direcionados a setores de atividade específicos, como a Indústria, Construção, Distribuição, Comércio e Serviços, entre outros. Assim, é possível ter uma solução final híbrida, com uma base estável e avançada em termos tecnológicos, à qual se junta a vertente de consultoria e especialização providenciada pela nossa equipa.

De facto, à medida que as empresas crescem e as suas necessidades se vão diversificando, as funcionalidades de um ERP pouco flexível tornam-se insuficientes, e quando isso acontece, é importante customizar a ferramenta. Um software que não consegue dar resposta às necessidades de uma empresa vai acabar por sair caro, custando-lhe tempo e recursos, podendo até ser necessário implementar uma nova solução no futuro. O fornecedor de ERP deve ter a capacidade de sensibilizar o cliente para esta questão, de forma a que este, a longo prazo, possa ficar plenamente satisfeito com a decisão que tomou.

A comunicação é, de facto, uma peça-chave essencial durante todo este processo. As equipas de vendas, consultores, e no geral, todos os intervenientes que lidam diretamente com o cliente, devem ser capazes de identificar da melhor forma possível as suas necessidades, fazendo perguntas nos vários departamentos que vão utilizar o ERP e percebendo as dificuldades atuais dos funcionários, de forma a reunir o maior conhecimento possível das áreas de negócio – algo que se adquire, naturalmente, após muitos anos de experiência no mercado.

É a partir da comunicação que nasce, aliás, a empatia e confiança na equipa de implementação e na solução apresentada. Um parceiro de ERP menos experiente e que não faça as perguntas certas vai ter mais dificuldade em desenhar os fluxos de otimização de processos e as funcionalidades que vão ajudar a resolver os problemas da empresa. Por outro lado, os fornecedores de soluções genéricas apostam mais na venda massificada e menos na personalização dos serviços, ao contrário dos mais experientes, cujo nível de conhecimento em nichos de mercado ajuda a que a ligação com o cliente surja de forma muito mais natural.

Principais diferenças entre um ERP genérico e um ERP adaptado à empresa

Pelos motivos acima mencionados, as soluções mais limitadas em termos de personalização acabam por ter, num panorama empresarial em evolução constante, menos pontos a favor do que as opções de software de gestão mais customizáveis.

Dependendo das necessidades de cada negócio e dos seus níveis de especificidade – não se esqueça que, até dentro do mesmo setor de atividade e em empresas com dimensões semelhantes, as necessidades podem ser diferentes – deverá escolher a solução que melhor responde aos seus requisitos. ERP genéricos e ERP customizáveis diferem em vários pontos:

  • Custo

Já tivemos a oportunidade de perceber que as soluções de ERP mais genéricas têm custos geralmente inferiores aos das soluções específicas, mas se estas não forem passíveis de adaptar a novas necessidades, torna-se necessário mudar, podendo até ser necessário investir numa nova ferramenta de ERP.

Sendo adaptados a determinados setores, os softwares de base PHC são geralmente desenvolvidos por equipas mais experientes e especializadas nas respetivas áreas. Isto faz com que o investimento inicial seja superior ao de um ERP horizontal, mas a solução revela-se mais proveitosa a médio e longo prazo, pois permite uma maior otimização de processos e rentabilidade.

  • Performance

Importa referir que, se o ERP for menos customizável, pode conter módulos que não interessam ao cliente, e que para remover ou adaptar, obrigam a alterações mais complexas na ferramenta. Então, porque não escolher logo um ERP com maior potencial de personalização? Pode sempre optar por se manter com uma solução standard, mas corre o risco de sofrer impactos na performance do software, que se torna mais lento e ineficiente.

Por outro lado, sendo desenvolvidas tendo em conta os requisitos do cliente, as soluções customizadas apresentam uma performance superior, pois não contam com módulos ou funcionalidades desnecessárias.

  • Customização

A grande diferença entre estes dois tipos de ERP reside, precisamente, nos níveis de customização. Um ERP com uma base standard e adaptações posteriores pode fazer com que sejam necessárias mais atualizações do software, mas, por outro lado, a ferramenta torna-se mais intuitiva e apresenta um melhor desempenho, que se reflete também na rentabilidade das operações.

  • Módulos

Os módulos mais comuns numa solução de gestão standard são o Financeiro e de Faturação, Vendas e Marketing, Gestão de Recursos Humanos, CRM, entre outros. Já as soluções personalizadas podem incluir estes módulos, mas também outros que são adaptados a cada setor, como Gestão da Produção e Cadeia de Fornecimento, Gestão do Chão de Fábrica,  Business Intelligence e Reporting, E-Commerce, entre outros.

Seja qual for a sua opção, e se ainda não adotou nenhum tipo de ERP, está na altura de apostar numa ferramenta que lhe permita melhorar os seus processos internos e fazer uma gestão centralizada das suas operações. O mais importante é escolher um parceiro de confiança, que o possa acompanhar durante todo o processo, informando-o sobre o seu leque de opções e qual a que mais beneficia a sua empresa não só no imediato, mas também a médio e longo prazo.

A BNEXT conta com uma equipa com cartas dadas e uma vasta experiência no mundo da consultoria de softwares de gestão. O nosso acompanhamento no desenvolvimento e implementação de ERP e o suporte pós-implementação são alguns dos fatores-chave que levam mais de 500 clientes em 17 setores de atividade a preferir os serviços BNEXT.

Contacte-nos para mais informações!

Áreas de Especialização
Implementamos soluções totalmente adequadas à área de negócios de cada cliente, com equipas experientes e especializadas nestes setores.

Setores de Negócio

Na BNEXT encontra um parceiro especializado há 30 anos em software PHC, com desenvolvimentos próprios que personalizam e aceleram as implementações, complementadas por tecnologias de hardware e sistemas informáticos altamente robustos.

Software de Gestão ERP